Rihanna e CEO do Twitter doam 15 milhões de dólares para serviços de saúde mental



Rihanna, uma das cantoras mais ricas do mundo que tem uma fortuna estimada em 600 milhões de dólares, fez uma parceria com o CEO do Twitter, Jack Dorsey, em uma doação de 15 milhões de dólares, para ajudar organizações que trabalham com sáude mental nas cidades Newark e Chigado (EUA). O valor é equivalente a mais de 80 milhões de reais.

A doação será feita a partir da fundação sem fins lucrativo "Clara Lionel", que foi criada pela Rihanna em 2012, com intuito de financiar programas de educação e emergência. Em maio de 2020 a fundação já tinha doado 5 milhões de dólares para a luta contra o COVID-19, e em abril tinha doado 4,2 milhões para organizações que lutam contra a violência doméstica, problema que aliás cresceu durante a pandemia. 

"Injustiças raciais perpetuadas por sistemas de segurança social estão exacerbando o impacto do coronavírus na saúde mental de indivíduos e famílias por toda a extensão dos EUA", disse a Fundação Clara Lionel em um comunicado oficial.

O CEO do do Twitter, Jack Dorsey, também postou um comunicado em sua conta pessoal do próprio Twitter, confirmando essa doação.

Postar um comentário

0 Comentários